Intermediários

Processos, ferramentas e ambientes para objetivos subjetivos

O que é invisível a nós? Que coisas escapam aos cinco sentidos, que estão presentes mas não podem ser definidas? Ou seria a pergunta, o que é o invisível?

Um objeto é comum. Porém quando é portador de um poder, o que passa a ser? Um talismã, uma arma, um instrumento? O poder transforma o objeto em um veículo, uma ferramenta que permite ao seu operador realizar o objetivo proposto. Igualmente, uma área quando designada e delimitada passa a ser o espaço que possibilita o acontecimento do objetivo proposto. E interessam também os espaços de fronteiras pouco definidas, como são os espaços emocionais e espirituais, da mesma forma os dos sonhos e os das fantasias. Espaços estes que são abstratos e impalpáveis, que se permeiam e se confundem entre si, onde entramos e de onde saímos constantemente sem nos dar conta.

Os objetos-espaços atuam entre o físico, o psicológico, o emocional e o invisível. São intermediários e como tal passam a depositários de possibilidades, poderes e anseios. Pontuam o silêncio. São ações poéticas que existem no vazio entre as continuidades.

Rodrigo Cardoso, 2006

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Encontro com Fábio Paiva no Rio de Janeiro


Prezados amigos.

Preparem-se!!!

O consagrado canoista Fábio Paiva virá ao Rio em Junho para um treino especial em mar aberto e convidou toda a galera remadora para participar.

Ele virá acompanhado de uma equipe de "alaskeiros" que ele treina há 4 anos, considerada uma das melhores do Brasil, formada pelos corredores de aventura Macuco e Coelho (1º a participar deste tipo de modalidade no exterior - Eco Chalenger), além do Edu (nadador com muitas premiações em Master), Guilherme Terra (inúmeros feitos em viagens de bike) e o Willy (várias participações em campeonatos e travessias de canoagem).

Hoje em dia todos são totalmente dedicados à Canoagem como esporte e filosofia de vida e estão muito bem preparados para qualquer resgate e remadas diversas, pois o foco do treinamento tem sido tanto a orientação preventiva como a acão emergencial.

Será uma excelente oportunidade para aprendermos técnicas de enfrentamento de mar bravio em condições reais com um dos maiores canoistas do Brasil e sua equipe.

Essa vivência está prevista para acontecer no sábado, 12 de Junho nas proximidades das Cagarras.

Não será um curso formal, mas um passeio recheado de dicas superimportantes para quem faz ou pretende fazer travessias em alto mar.

Por razões evidentes estamos pedindo para os interessados se manifestarem para que possamos organizar da melhor maneira possível essa fantástica experiência.

Nada será cobrado. Nosso amigo Fábio se dispôs a vir gratuitamente, motivado pelo o desejo de nos ajudar a desenvolver nossas competências canoísticas e fortalecer a canoagem carioca e o trabalho do CCC. Um verdadeiro presente! Um privilégio!

Para saber mais sobre o Fábio dêem uma olhada no

Não percam essa oportunidade!!! Inscrevam-se. Não é todo dia que um monstro da canoagem se dispõe a tanto, por tão pouco.

Eu é que não vou ficar de fora...

Nenhum comentário:

Postar um comentário