Intermediários

Processos, ferramentas e ambientes para objetivos subjetivos

O que é invisível a nós? Que coisas escapam aos cinco sentidos, que estão presentes mas não podem ser definidas? Ou seria a pergunta, o que é o invisível?

Um objeto é comum. Porém quando é portador de um poder, o que passa a ser? Um talismã, uma arma, um instrumento? O poder transforma o objeto em um veículo, uma ferramenta que permite ao seu operador realizar o objetivo proposto. Igualmente, uma área quando designada e delimitada passa a ser o espaço que possibilita o acontecimento do objetivo proposto. E interessam também os espaços de fronteiras pouco definidas, como são os espaços emocionais e espirituais, da mesma forma os dos sonhos e os das fantasias. Espaços estes que são abstratos e impalpáveis, que se permeiam e se confundem entre si, onde entramos e de onde saímos constantemente sem nos dar conta.

Os objetos-espaços atuam entre o físico, o psicológico, o emocional e o invisível. São intermediários e como tal passam a depositários de possibilidades, poderes e anseios. Pontuam o silêncio. São ações poéticas que existem no vazio entre as continuidades.

Rodrigo Cardoso, 2006

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Kayak & Camping: Espiriteira a álcool fácil de fazer

Mais uma dica pra quem gosta de viajar de caiaque e acampar. Veja como fazer um fogareiro a álcool de maneira fácil, rápida e sem complicação.

Fiz essa espiriteira para substituir um fogareiro Esbit, importado, cujo combustível não está disponível no Brasil.

Depois de muito procurar, encontrei um acendedor de churrasqueira da marca Lumix, feito de álcool sólido que, apesar de não servir no no fogareiro Esbit, funcionou muito bem nessa espiriteira feita de latinha.

É muito fácil de fazer, sendo necessário apenas uma latinha e um furador de papel tipo alicate.

Usei uma latinha de terrine de porco com medidas perfeitas para receber a pastilha de Lumix, mas também dá pra fazer com o fundo de uma lata de Bom Ar.

O primeiro passo é consumir o produto, depois lavar a lata e tirar o rótulo. O passo seguinte é dobrar para dentro a aba cortante que sobra quando a tampa é retirada. 
Em seguida, basta fazer duas fileiras de furos contornando o perímetro da lata. É melhor furar alternadamente: faça o primeiro furo o mais próximo possível da emenda e o segundo do lado oposto (norte/sul); depois um furo a oeste, outro a leste e assim sucessivamente.
Ao final, temos duas fileiras, cada uma com 16 furos. 
Seguem algumas medidas.
Diâmetro da  lata: 5,5 cm
Altura da lata: 4 cm
* Os furos da fileira inferior ficam a 2 cm do fundo, acomodando exatamente uma pastilha de combustível.
** Os furos da fileira superior ficam logo abaixo da aba dobrada. Mais acima é mais difícil furar, pois são duas espessuras de metal.
*** A distância entre as fileiras de furos é de 0,5 cm.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Simplificando o rolamento



A Lendária Expedição Antártica de Shackleton



Resultados da V Regata Ratier - 4° Troféu Seu Gomes de Canoagem Oceânica

Agradecemos mais uma vez aos participantes que vieram prestigiar nossa festa, lembrando que cada um de vocês faz parte da beleza desse dia!
Obrigado Fábio Paiva (OPIUM); Eduardo Ohm (ART HOSTEL e POUSO DO ATOBÀ); Bruno Ramos, Rodrigo Pian e Raphael Franca (SUBPREFEITURA ZONA SUL); Celi (AMOUR); Pedro Ernesto (AUTOMECÂNICA IATE); Armando Gomes, Armandinho, Rodrigo Gomes e Seu Gomes em memória (BAR URCA); Max e Dave (GUARDERIA) e à toda equipe organizadora do Clube Carioca de Canoagem.



CAIAQUES INDIVIDUAIS

TURISMO - MASCULINO SENIOR
1° - Samuel Flávio de Paiva Araújo – 36’ 28”

TURISMO -  MASCULINO MASTER A
1° - Sérgio Harari – 41’ 28’’
2° - Paulo Peltier Fucci – 42’ 54’’
3° - Vinicius Palermo – 47’ 24’’

OCEÂNICO - MASCULINO MASTER A
1° - André Luiz Viviani de Abreu – 35’ 59’’
2° - Rafael Abrantes Machado – 37’ 03’’
3° - Felipe Mendes – 37’ 27’’
4° - Jorge Luiz Marques dos Santos – 38’ 10’’
5° - Flavio Violante – 39’ 27’’

OCEÂNICO - MASCULINO MASTER C
1° - Ivan Argolo Viana – 38’ 44’’
2° - Ronaldo David Chiarelli – 41’ 07’’
3° - Antônio Magnago Campos Joaquim – 47’ 24’’

TURISMO -  FEMININO MASTER B
1° - Flávia Samel – 39’ 12’’
2° - Carla Menezes – 41’ 45’’

CAIAQUES DUPLOS

OCEÂNICO - MASCULINO
1° - Guilherme Meirelles / Daniel E. de Souza Farache – 33’ 30’’
2° - Alberto Junqueira / Paulo Artur Mauro – 36’ 02’’

OCEÂNICO - MISTO
1° - Roberto Milita / Lucinha Lins – 34’ 45’’

 SURFSKIS INDIVIDUAIS

MASCULINO
1° - Sebastian Cuattrin – 26’ 29’’
2° - Alexandre Felipe Ferreira – 27’ 26’’
3° - Dave Macknight – 29’ 34’’
4° - Danilo Balbi – 32’ 22’’

SURFSKIS DUPLOS

MISTO
1° - Gustavo Penha Dias / Rafaela Allegri  – 34’ 03’’

 CANOAS INDIVIDUAIS

SEM LEME - MASCULINO OPEN
1° - Reginaldo Willian Birkbeck – 28’ 56’’
2° - Caio Ribeiro – 31’ 39’’
3° - Leonardo Ghisoni – 32’ 45’’
4° - Marcelo Rodrigues Silva – 33’ 57’’

SEM LEME - MASCULINO MASTER
1° - Leonardo Ghisoni – 32’ 45’’

SEM LEME - FEMININO OPEN
1° - Ana Carolina Covas – 35’ 14’’
2° - Sarah Almeida – 38’ 10’’
3° - Letícia Cunha Lana – 51’ 31’’

SEM LEME - FEMININO JUNIOR
1° - Sarah Almeida – 38’ 10’’

SEM LEME - FEMININO SÊNIOR MASTER
1° - Letícia Cunha Lana – 51’ 31’’

COM LEME - MASCULINO OPEN


1° - Ricardo Guarnieri – 31’ 41’’
2° - Rodrigo Medeiros – 32’ 44’’
3° - Fernando Gavazzoni – 33’ 09’’
4° - Irio Dutra – 34’ 02’’
5° - Rodolfo Torres – 34’ 05’’
6° - Vinícius da Costa Bria – 34’ 37’’
7° - Pedro Bayardino – 34’ 46’’
8° - Ricardo de Sanson – 34’ 56’’
9° - Paulo Fragomeni Simon – 35’ 58’’
10° - Enéas Palmas da Silva – 42’ 46’’

COM LEME - MASCULINO MASTER
1° - Pedro Pedrosa Senna Figueiredo – 34’ 22’’
2° - Pedro Ernesto Fernandes de Almeida – 48’ 16’’

COM LEME - MASCULINO SÊNIOR MASTER
1° - Marcus Vinicius C. Perlingeiro – 37’ 51’’
2° - Eduardo Cantarino – 40’ 31’’

COM LEME - MASCULINO MASTER OURO
1° - Francisco Guilherme Marins Carriço – 36’ 24’’

COM LEME - FEMININO SÊNIOR MASTER
1° - Sônia Cristina Rocha Ferrari – 42’ 10’’

COM LEME - FEMININO OPEN


1° - Gabriela Ferreira – 33’ 48’’
2° - Lidiane Delesderrier Gonçalves – 37’ 47’’
3° - Marta Terra Porto – 38’ 56’’
4° - Sônia Cristina Rocha Ferrari – 42’ 10’’
5° - Tatiane Valerio – 51’ 39’’

CANOAS DUPLAS

MASCULINO OPEN
1° - Fábio Muniz / Max Vasconcelos de Moura – 30’ 32’’
2° - Carlos A. Machado Mendes / José Eduardo Kastrup – 31’ 57’’

MISTO OPEN
1° - Bruno Couto Rocha / Alisa Allemand Lalor – 30’ 36’’

FEMININO OPEN
1° - Olivia Martins Bayardino / Julia Muller Rebuzzi – 37’ 42’’



segunda-feira, 19 de maio de 2014

Fotos da Regata Ratier 2014

Nossos agradecimentos aos amigos Rafael MachadoBruno Lopes Palestra,  Fernando Correa e ao pessoal da Guarderya por disponibilizarem sua fotos.
Valeu mesmo!


quinta-feira, 1 de maio de 2014

Expedição Araguaia


Boa tarde
Gostaria de informar um evento no Rio Araguaia, veja no site: 
Vossa presença será muito importante.
Att
Eduardo Oliveira