Intermediários

Processos, ferramentas e ambientes para objetivos subjetivos

O que é invisível a nós? Que coisas escapam aos cinco sentidos, que estão presentes mas não podem ser definidas? Ou seria a pergunta, o que é o invisível?

Um objeto é comum. Porém quando é portador de um poder, o que passa a ser? Um talismã, uma arma, um instrumento? O poder transforma o objeto em um veículo, uma ferramenta que permite ao seu operador realizar o objetivo proposto. Igualmente, uma área quando designada e delimitada passa a ser o espaço que possibilita o acontecimento do objetivo proposto. E interessam também os espaços de fronteiras pouco definidas, como são os espaços emocionais e espirituais, da mesma forma os dos sonhos e os das fantasias. Espaços estes que são abstratos e impalpáveis, que se permeiam e se confundem entre si, onde entramos e de onde saímos constantemente sem nos dar conta.

Os objetos-espaços atuam entre o físico, o psicológico, o emocional e o invisível. São intermediários e como tal passam a depositários de possibilidades, poderes e anseios. Pontuam o silêncio. São ações poéticas que existem no vazio entre as continuidades.

Rodrigo Cardoso, 2006

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Recipiente estanque feito com pote de suplemento alimentar

Como fazer um recipiente estanque com embalagens plásticas.
Mais uma alternativa de baixo custo para manter equipamentos secos numa viagem em caiaques oceânicos.

Procure uma loja de sucos ou cantina de uma academia e peça pra guardarem as embalagens de suplementos vazias pra você pegar depois. Use o argumento ecológico da reciclagem e reutilização para sensibilizar. 
Suplementos alimentares são comercializados em vasilhames plásticos de vários tamanhos, dotados de tampa rosqueada com excelente vedação.

Tire o rótulo e faça uma alça para transporte. Para melhorar ainda mais a estanqueidade, corte o punho de uma luva de látex grossa (sem forro) e coloque em torno da tampa.
Esses recipientes são ótimos para guardar eletrônicos e alimentos, e podem ser transportados no convés, na cabine atrás do banco ou nos compartimentos de carga. 


São muito úteis. Nas acampadas, estão em toda parte.