Intermediários

Processos, ferramentas e ambientes para objetivos subjetivos

O que é invisível a nós? Que coisas escapam aos cinco sentidos, que estão presentes mas não podem ser definidas? Ou seria a pergunta, o que é o invisível?

Um objeto é comum. Porém quando é portador de um poder, o que passa a ser? Um talismã, uma arma, um instrumento? O poder transforma o objeto em um veículo, uma ferramenta que permite ao seu operador realizar o objetivo proposto. Igualmente, uma área quando designada e delimitada passa a ser o espaço que possibilita o acontecimento do objetivo proposto. E interessam também os espaços de fronteiras pouco definidas, como são os espaços emocionais e espirituais, da mesma forma os dos sonhos e os das fantasias. Espaços estes que são abstratos e impalpáveis, que se permeiam e se confundem entre si, onde entramos e de onde saímos constantemente sem nos dar conta.

Os objetos-espaços atuam entre o físico, o psicológico, o emocional e o invisível. São intermediários e como tal passam a depositários de possibilidades, poderes e anseios. Pontuam o silêncio. São ações poéticas que existem no vazio entre as continuidades.

Rodrigo Cardoso, 2006

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

USP lança banco com 11 mil imagens de biologia marinha

Boas ondas de informação
Já é útil para quem conhece. Para quem não conhece sera uma ótima oportunidade
Contemplando as boas imagens, veja o Livro: Esponjas das Ilhas Oceânicas Brasileiras, escrito por Fernando Moraes do Museu Nacional .
Grande parte destes animais citados nas bibliografias acima tambem fazem parte da fauna encontrada nas Ilhas Cagarras.
Vejam que não é tão dificil ter um patamar para dar início a um estudo da necessidade real da zona de amortecimento da UC Cagarras.
Abraço a todos
Sergio Jordão

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Lançamento: O Estado do Ambiente – indicadores ambientais do Rio de Janeiro – 2010.

Prezados,
É com orgulho que convido todos vcs para o lançamento da publicação: O Estado do Ambiente – indicadores ambientais do Rio de Janeiro – 2010.
É o nosso livro!
Produzido pelo Estado - SEA e Inea - para todo o estado... A materialização de uma base de dados, fundamental ao planejamento e monitoramento das regiões hidrográficas. Dados que adotados como indicadores e integrados, são capazes de avaliar a situação ambiental do ERJ, nosso desempenho e metas.
Um marco referencial de informações para a gestão ambiental que desejamos. Compilado e produzido com a visão critica necessária ao estabelecimento das diretrizes evidenciadas pela espacialização dos dados e sugeridas pela sustentabilidade aos gestores!
Espero todos vcs!
Dia 20 de outubro de 2011 – às 10:30 hs no Jardim Botânico (foyer do Teatro Tom Jobim)
Júlia Bastos

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Desapegue-se: feira de trocas no Grajaú


Em comemoração ao mês das crianças vamos incentivar o troca-troca entre elas!!!
Que tal levar para trocar aquele brinquedo de está há meses no alto da estante, aquele livro que ninguém lê mais, aquele quebra-cabeça que está esquecido e tantos outros objetos que vão se acumulando sem nos darmos conta?
Vamos incentivar nossas crianças a terem um consumo mais consciente e a darem destino correto aos objetos que não as interessam mais. Contamos com vocês!!!
Vamos divulgar nas escolas, na família, nos condomínios!!! Nesta Edição estaremos com novidades!!!Nosso Eco-ponto tem um novo parceiro, a Grande Rio Reciclagem Ambiental, que estará fazendo a troca de óleo por material de limpeza. Em anexo vocês podem ver a tabela de troca!
O Hospital Badim estará conosco também com o projeto "Saúde na Praça" das 9h às 14h, com dicas para a saúde do coração. Quem comparecer poderá aferir a pressão arterial, verificar o índice de massa corpórea (IMC) e participar de sessões de reflexologia gratuitamente. Também serão oferecidos exercícios de respiração e meditação.Na parte da manhã teremos as oficinas de origami e reciclagem de tetrapack e pet para adultos e crianças.Durante todo o evento também oficinas de suco de clorofila com a Associação Terrapia!
E ao meio dia em ponto, nossa dança circular Irish Mandala!!! Venha co-criar este momento conosco!
Dia 16 de outubro.
Luz e paz!
Casa Cultural Anitcha

Fotos da XXII Meia Maratona de Canoagem da Escola Naval


sexta-feira, 7 de outubro de 2011

XXII Meia Maratona de Canoagem da Escola Naval

Nesse domingo agora, 9/10, acontece a XXII Meia Maratona de Canoagem Oceânica da Escola Naval. A expectativa dos organizadores é de receber mais de 200 atletas de todo o Brasil para um percurso de aproximadamente 16 Km num dos cenários mais bonitos do mundo: a Baía da Guanabara.
O trajeto inicia na Ilha de Villegagnon, sede da Escola Naval, contorna a bóia de perigo isolado situada à leste do Forte da Laje, depois passa pela estátua do santinho na Urca e retorna para a Ilha de Villegagnon costeando a Praia do Flamengo.
Essa competição coloca à prova os canoístas pois, dependendo das condições do mar, pode ser muito exigente. Além disso é uma oportunidade única no Rio de Janeiro para encontrar remadores de diversos estados, iniciando novas amizades ou fortalecendo as antigas.
Esse ano teremos no mar caiaques oceânicos, caiaques turismo, canoas havaianas e os novos surfskis, barcos super velozes e nervosos.
Em terra estarão acontecendo diversas atividades: exposição de veículos militares, apresentações artísticas, além de brincadeiras e muita diversão para a criançada.
Vale a pena conferir. A entrada é franca.
Venha participar e traga a família!

Aulas de Canoagem Oceânica

Para começar a remar basta ter vontade e acesso aos equipamentos. Contudo, a Canoagem Oceânica pode expor o praticante a alguns perigos, por isso é recomendado que o interessado procure um grupo de remadores mais experientes ou faça algumas horas de iniciação. Nessas aulas o iniciante poderá praticar algumas técnicas básicas de remada e aprender manobras de resgate, indispensáveis a uma prática segura. Se você pretende entrar nesse universo, entre em contato com trilhasdomar.contato@gmail.com para obter mais informações sobre aulas e treinos em caiaques oceânicos. Depois de experimentar o prazer e as emoções da canoagem, você não vai mais querer parar de remar. 
Seja feliz!