Intermediários

Processos, ferramentas e ambientes para objetivos subjetivos

O que é invisível a nós? Que coisas escapam aos cinco sentidos, que estão presentes mas não podem ser definidas? Ou seria a pergunta, o que é o invisível?

Um objeto é comum. Porém quando é portador de um poder, o que passa a ser? Um talismã, uma arma, um instrumento? O poder transforma o objeto em um veículo, uma ferramenta que permite ao seu operador realizar o objetivo proposto. Igualmente, uma área quando designada e delimitada passa a ser o espaço que possibilita o acontecimento do objetivo proposto. E interessam também os espaços de fronteiras pouco definidas, como são os espaços emocionais e espirituais, da mesma forma os dos sonhos e os das fantasias. Espaços estes que são abstratos e impalpáveis, que se permeiam e se confundem entre si, onde entramos e de onde saímos constantemente sem nos dar conta.

Os objetos-espaços atuam entre o físico, o psicológico, o emocional e o invisível. São intermediários e como tal passam a depositários de possibilidades, poderes e anseios. Pontuam o silêncio. São ações poéticas que existem no vazio entre as continuidades.

Rodrigo Cardoso, 2006

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Abrace o Laje

O Clube Carioca de Canoagem e a ECCO Canoagem vão promover, no sábado, 27 de agosto, um abraço simbólico no Forte da Laje (Forte Tamandaré) visando chamar a atenção das autoridades e da sociedade sobre a necessidade de preservar o patrimônio histórico da cidade e, em especial, o Forte da Laje, situado na entrada da Baía de Guanabara, que se encontra em acelerado processo de degradação.
O Forte foi testemunha de diversos episódios da história do Brasil e do Rio de Janeiro e deve ser preservado para as futuras gerações.
Para saber mais sobre essa importante construção, erguida sobre a laje que viu passar Villegagnon na tentativa de criar a França Antartica no Rio de Janeiro, e a esquadra de Duguay Trouin para sitiar a cidade em 1771, acesse
http://pt.wikipedia.org/wiki/Forte_Tamandar%C3%A9_da_Laje  
Entrada da Baía de Guanabara com Forte da Laje em primeiro plano

O encontro dos canoistas será na Praia da Urca onde diversos remadores do Rio e de outros estados estarão concentrados.
Esse evento conta com o apoio da Opium Caiaques e da  Canoa Brasil que trarão ao Rio o renomado canoista Fábio Paiva, amigo e parceiro do CCC. O Fábio vem com uma turma do surfski e trará vários caiaques Molokai e Moana, pra galera experimentar, ou seja, além de participar da manifestação em favor da preservação do Forte da Laje, os canoistas do Rio terão a oportunidade de testar os melhores surfskis do mercado nacional na presença de especialistas no assunto, todos dedicados à canoagem como esporte e estilo de vida saudável e sustentável.
Sábado, 27 de agosto, na Praia da Urca, à partir de 9 horas da manhã.

Participe!!!

Parceria


Apoio



Um comentário:

  1. Do Fábio, por e-mail:
    "Salve Rodrigo!
    Está confirmada nossa ida para o encontro. Eduardo Coelho, Macuco e Leonardo Barros, parceiros de muitos anos, também estarão presentes. São atletas consagrados de rafting, corridas de aventura e montain bike o que, unido à experiência vivencial de quase 15 anos de canoagem, resultou no sucesso de inúmeros feitos inéditos no nosso esporte. Considero-os atletas com a maior experiência em mar hoje em dia.
    Engraçado foi quando liguei dizendo que tinha um convite para remar no RJ. Foi unânime:
    "- Tô dentro!!!"
    Nem me deixaram completar a frase! rzrzrz.
    Lógico que o Rio possui uma beleza incomparável, mas as amizades que fizemos ao longo destes anos e o carinho com que fomos recebido no último encontro nos fazem ficar muitíssimo empolgados em rever a cidade e os amigo, e participar deste abraço, que só faz estreitar os laços de amizade entre Rio e São Paulo.
    Fico muito feliz, o Rio foi uma grande referência para mim no início da década de 80. Lembro de um evento aqui em Santos em 1984, onde chegaram com 2 carretas enormes, lotadas de caiaques.
    Vejo nestes últimos anos uma evolução muito grande graças ao trabalho voluntário feito por "amantes verdadeiros" do nosso esporte, assim como você e sua equipe, em prol da massificação da canoagem.
    Parabéns à você e a todos os integrantes do CCC e da ECCO!!"
    Fábio Paiva

    ResponderExcluir