Intermediários

Processos, ferramentas e ambientes para objetivos subjetivos

O que é invisível a nós? Que coisas escapam aos cinco sentidos, que estão presentes mas não podem ser definidas? Ou seria a pergunta, o que é o invisível?

Um objeto é comum. Porém quando é portador de um poder, o que passa a ser? Um talismã, uma arma, um instrumento? O poder transforma o objeto em um veículo, uma ferramenta que permite ao seu operador realizar o objetivo proposto. Igualmente, uma área quando designada e delimitada passa a ser o espaço que possibilita o acontecimento do objetivo proposto. E interessam também os espaços de fronteiras pouco definidas, como são os espaços emocionais e espirituais, da mesma forma os dos sonhos e os das fantasias. Espaços estes que são abstratos e impalpáveis, que se permeiam e se confundem entre si, onde entramos e de onde saímos constantemente sem nos dar conta.

Os objetos-espaços atuam entre o físico, o psicológico, o emocional e o invisível. São intermediários e como tal passam a depositários de possibilidades, poderes e anseios. Pontuam o silêncio. São ações poéticas que existem no vazio entre as continuidades.

Rodrigo Cardoso, 2006

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Kayak Oceânico: Cartas Piloto

Como antecipar as condições de navegação quando se pretende fazer uma travessia em caiaques oceânicos? Simples: consultando a Carta Piloto.
As Cartas Piloto são alguns dos vários documentos de auxilio à navegação publicados pelo DHN. Elas apresentam informações valiosas para o navegante planejar e executar seu percurso. O atlas de Cartas Piloto contém 12 cartas, uma para cada mês do ano, na projeção de Mercator e na escala de 1:10.000.000. As informações principais dizem respeito ao vento e correntes marinhas, mas também apresenta dados sobre a declinação magnética, temperaturas do ar e da água, nevoeiros, visibilidade. 
O Atlas pode ser comprado pelo cartasnauticasbrasil.com.br, ou acessado diretamente no site do DHN
Pela Carta Piloto, podemos verificar, por exemplo, quais seriam as condições encontradas por nossos amigos que fizeram a travessia Búzios-Cabo Frio agora em agosto.
Veja a Carta Piloto de agosto aqui. Localize a região de Búzios e dê um zoom. 
Uma rosa dos ventos em azul, mostra a direção dos ventos em porcentagens (quando não indicada, basta comparar o comprimento da seta com a escala percentual dos ventos que aparece nas instruções no alto e à esquerda da carta). As penas das setas indicam a força na escala de Beaufort. Podemos observar que em agosto, na área de Cabo Frio, a porcentagem de ventos de nordeste (NE) é de 32%, com força 4 na escala de Beaufort.
As correntes são indicadas por setas verdes. A direção da seta dá a direção predominante da corrente, e os números revelam a velocidade média da corrente na superfície. Observando a carta de agosto, vemos que na região de Búzios/Cabo Frio, a corrente vem também de nordeste, mais exatamente de este-nordeste (ENE), faz uma curva e corre na direção oeste-sudoeste (WSW) com velocidade média de 0,7 nós. 
A temperatura da água na superfície é dada pelas  linhas vermelhas (encarnadas) representando as isotermas. Já a  temperatura do ar é dada pelas linhas encarnadas tracejadas. Na área onde a galera estava remando a temperatura média da água e do vento fica em torno de 22°C, em agosto.
Enfim, as cartas Piloto são ferramentas indispensáveis para planejar uma travessia em caiaques oceânicos. Para saber mais consulte a página 337 das publicações de auxilio à navegação do DHN, de onde tirei as informações desta postagem.
Vale a pena conferir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário