Intermediários

Processos, ferramentas e ambientes para objetivos subjetivos

O que é invisível a nós? Que coisas escapam aos cinco sentidos, que estão presentes mas não podem ser definidas? Ou seria a pergunta, o que é o invisível?

Um objeto é comum. Porém quando é portador de um poder, o que passa a ser? Um talismã, uma arma, um instrumento? O poder transforma o objeto em um veículo, uma ferramenta que permite ao seu operador realizar o objetivo proposto. Igualmente, uma área quando designada e delimitada passa a ser o espaço que possibilita o acontecimento do objetivo proposto. E interessam também os espaços de fronteiras pouco definidas, como são os espaços emocionais e espirituais, da mesma forma os dos sonhos e os das fantasias. Espaços estes que são abstratos e impalpáveis, que se permeiam e se confundem entre si, onde entramos e de onde saímos constantemente sem nos dar conta.

Os objetos-espaços atuam entre o físico, o psicológico, o emocional e o invisível. São intermediários e como tal passam a depositários de possibilidades, poderes e anseios. Pontuam o silêncio. São ações poéticas que existem no vazio entre as continuidades.

Rodrigo Cardoso, 2006

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

RUMO SUL: Percurso e distâncias aproximadas


Depois de 25 dias de viagem, dos quais 21 remando, chegamos ao Pontal Sul do Paraná.

Foram aproximadamente 530 km de paisagens e encontros, muitos deles comoventes. Sei que tenho olhos não só pelo que vi, mas pelas lágrimas que derramei pelo caminho.

Mas antes de fazer uma síntese do trajeto, gostaria de agradecer novamente a todos que nos apoiaram nessa travessia. A Expedição Rumo Sul é, antes de tudo, uma história de parcerias e amizades. Foram os amigos e parceiros, pela confiança e incentivo, que tornaram possível essa aventura.
Minha gratidão vai para: Leo Geluda e Érika, pelo empréstimo do valente caiaque Atlantic; Dominique Colinvaux, pela doação da máquina fotográfica; Liliane Lodi do Projeto Golfinhos Fliper/Instituto Aqualie; Tiago e Zé Rodrigues do Bar e Restaurante Baixo Gago; Fábio Paiva, da Opium Caiaques, por tudo e mais um pouco (não haveria espaço para descrever o que, mesmo ausente, fez por nós); Fernando, do Lions Clube, e Higor, da Staff Medic; Fernando, da Loja Adventura, pelos alimentos liofilizados; Renata, da Herbalife, pelos suplementos protéicos; Carlos Pellegrini, da Forsaffe, pelos sinalizadores; Claudia, da Papelaria Holiday; Pepe, da Pepsico/Gatorade; William, da Effect Sport; Provetti, da Gol; Aline, do Instituto Mar Adentro; Luiz, do cagarras.com; Luiza Perin, do Programa Consciência Ambiental da Rádio Oceânica de Niterói, pela cobertura; Márcia Mendes, da Graphimage, e Jaime Filho, da Promarca, pela criação e desenvolvimento da bela logomarca; Clube Carioca de Canoagem, pelo suporte de sempre; Letícia Lana, Teté e Flávia Fassi, pelos contatos, amizade e carinho sem fim;

Esses foram os parceiros de primeira hora, mas durante a viagem conhecemos muitas outras pessoas que não pouparam esforços para nos ajudar e enriquecer nossa expedição: André, Arthur e Kate da Canoa Brasil; Fernando Motta e Loira, pela música emocionante, pelo linguado mais delicioso, pelos pêlos que se arrepiam até agora, só de pensar; Ronaldo e Paula, pela portagem de Santos até Iguape, pela camaradagem sem limites; Tia Solange, Tio Eduardo e Isla, pela acolhida em Iguape; Domingos, do Barracão Náutico de Iguape, pelo empréstimo da carretinha; Andressa Saboya, pelo abrigo em Santos; Betum, Benedito 1 e Benedito 2, pelo abrigo e pelos peixes na Praia do Sul da Ilha Anchieta; Bhrown, da Remeze; Marcelo Patuska; Maria Paula, pelo passeio na praia; Joyce, da Pousada do Canto, praia da Encantada, Ilha do Mel; Ricardo, Paula, Eremita e Janaly, também da Ilha do Mel; Sandro e Luiggi, da Eco Madeiras do Pontal do Sul, pelo transporte de volta pra Santos e pelo bom papo; Márcia do Pontal; Paulo Lana, pela hospedagem no Pontal; João Gusmão; Odair e Rosilene, da Praia Deserta de Superagui; pessoal do Projeto Boto Cinza da Ilha do Cardoso; turma da Reserva Biológica da Praia do Sul e do Parque Estadual da Ilha Grande; galera do Parque Estadual da Ilha Anchieta; Tamirys, Bruna, Julio "Maradona" e Cyntia, da Marina Aquila Mares do Guarujá; Grazi, Luís Augusto, Dinei, Orinha e Antenor, da praia do Berbigão...

Há quem acredite ser possível fazer uma travessia desse tipo sem ajuda... Pode ser... Mas tenho certeza que jamais seria uma viagem tão rica e emocionante.
A todos que encontramos no caminho, meu muito obrigado! Tenho o rosto de cada um gravado na memória. Levarei no coração a lembrança do tanto de afeto que nos deram, da generosidade e atenção dedicadas a dois ilustres desconhecidos, Eu e Pedro Ceglia.

E ao Pedro, eterno parceiro de aventuras, meu reconhecimento pelo enorme esforço que fez para suportar todas as mazelas da viagem, minha admiração e minha amizade.

Percurso e distâncias aproximadas:
1º dia - terça, 3/1
C. Jacareí (Mangaratiba/RJ) - Dois Rios (Ilha Grande) = 30km


2º dia - quarta, 4/1
Dois Rios - Parnaioca = 12km
3º dia - quinta, 5/1
Parnaioca - Pr. do Leste - Parnaioca = 10km
4º dia - sexta, 6/1
Parnaioca - Martins de Sá = 36km
5º dia - sábado, 7/1
M. de Sá - Trindade (pr. do Caxadaço) = 22km
6º dia - domingo, 8/1
Trindade - Ilha do Prumirim (Ubatuba/SP) = 26km
7º dia - segunda, 9/1
I. Prumirim - Ilha Anchieta (pr. do Sul) = 31km
8º dia - terça, 10/1
I. Anchieta - Ribeirão do Poço (Ilha Bela) = 30km
9º dia - quarta, 11/1
R. do Poço - pr. Castelhanos (Ilha Bela) = 27km
10º dia - quinta, 12/1
pr. Castelhanos - Bonete (Ilha Bela) = 26km
11º dia - sexta, 13/1
Bonete - Pr. Galhetas (próxima à pr. do Toque-Toque) = 25km
12º dia - sábado, 14/1
Galhetas - Barra do Una = 36km
13º dia - domingo, 15/1
B. do Una - Indaiá (Bertioga) = 30km
14º dia - segunda, 16/1
Indaiá - pr. Pernambuco (Guarujá) = 24km
15º dia - terça, 17/1
pr. Pernambuco - Santos = 18km
16º dia - quarta, 18/1
Santos
17º dia - quinta, 19/1
Santos

Fotos Ilha Anchieta - Santos

18º dia - sexta, 20/1
Portagem Santos - Iguape
19º dia - sábado, 21/1
Iguape - Pedrinhas = 33km
20º dia - domingo, 22/1
Pedrinhas - pr. Itacuruça/Pereirinha (Ilha do Cardoso) = 29km
21º dia - segunda, 23/1
pr. Itacuruçá - Restinga (I. do Cardoso) = 30km
22º dia - terça, 24/1
Restinga da I. do Cardoso - Vila Superagui = 36km
23º dia - quarta, 25/1
V. Superagui - pr. da Encantada (Ilha do Mel) = 15km
24º dia - quinta, 26/1
Ilha do Mel
25º dia - sexta, 27/1
pr. da Encantada - Pontal Sul do Paraná = 5km


4 comentários:

  1. Parabéns pela remada!!! Gostaria de sugerir que coloques um ou mais mapas ou imagens de satélite com o percurso percorrido (com visualização dos percursos remados por dia e pontos de parada). Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Valeu, Leo! Vou fazer isso logo que tiver um tempinho. Abração.

    ResponderExcluir
  3. Agora sim, ficou show de bola, obrigado! Que belo percurso, hein?!

    ResponderExcluir
  4. Seu amigo Pedro tem algum parente chamado Felipe ?

    ResponderExcluir