Intermediários

Processos, ferramentas e ambientes para objetivos subjetivos

O que é invisível a nós? Que coisas escapam aos cinco sentidos, que estão presentes mas não podem ser definidas? Ou seria a pergunta, o que é o invisível?

Um objeto é comum. Porém quando é portador de um poder, o que passa a ser? Um talismã, uma arma, um instrumento? O poder transforma o objeto em um veículo, uma ferramenta que permite ao seu operador realizar o objetivo proposto. Igualmente, uma área quando designada e delimitada passa a ser o espaço que possibilita o acontecimento do objetivo proposto. E interessam também os espaços de fronteiras pouco definidas, como são os espaços emocionais e espirituais, da mesma forma os dos sonhos e os das fantasias. Espaços estes que são abstratos e impalpáveis, que se permeiam e se confundem entre si, onde entramos e de onde saímos constantemente sem nos dar conta.

Os objetos-espaços atuam entre o físico, o psicológico, o emocional e o invisível. São intermediários e como tal passam a depositários de possibilidades, poderes e anseios. Pontuam o silêncio. São ações poéticas que existem no vazio entre as continuidades.

Rodrigo Cardoso, 2006

terça-feira, 3 de maio de 2011

Vencedores da Taça Comodoro

De Comunicação Canoagem imprensa@cbca.org.br



Aconteceu neste fim de semana na Praia da Urca, no Rio de Janeiro, a 7ª edição da prova de Va´a da Taça Comodoro 2011, que este ano também foi palco da prova Va’a Hoe Brasil 2011 – 1ª edição da Etapa Sul-americana do Circuito Mundial de V1 longa distância e pela primeira vez também contou com provas de caiaque oceânico individual e surfski.


O destaque desta edição foi o domínio dos atletas paulistas no V6 Masculino e Feminino, principais provas do evento. No Masculino a Equipe Samu, de São Paulo, ficou em primeiro lugar com o tempo de 01:04.18, cerca de um minutos antes da equipe carioca Rio Va´a – Iate Clube do Rio de Janeiro, segunda colocado com o tempo de 01:05.19. Em terceiro lugar ficou a equipe Hui Wa´a Cabo Frio, de Cabo Frio, com 01:07.42. O recorde da prova permanece com a equipe Rio Va´a, do Rio de Janeiro, com o tempo de 01:03.45 na Taça Comodoro de 2008.



Já no V6 Feminino a equipe campeã foi Kimi Lokini, de Santos/SP, com o tempo de 01:19.48. A segunda colocação ficou com a Praia Vermelha Va´a 1, do Rio de Janeiro, com 01:23.27; e em terceiro a equipe do Clube Náutico de Cabo Frio com 01:24.47. O recorde na prova é da equipe de Cabo Frio que marcou 01:19.48 na Taça Comodoro de 2009.

Na prova de V1R com leme Masculina Open, o vencedor foi Luiz Guida (São Paulo, SP) que completo o percurso de 27km em 02:39.40 e na prova V1 sem leme Masculina Open o vendedor foi Sergio Prieto (São Paulo, SP) com tempo de 02:50.05.



Na prova V1R com leme Feminina Open a vendedora foi Dayone Rossi (Cabo Frio, RJ) com tempo de 01:11.53 no percurso de 10 km. Na prova de Surfski Masculino o vencedor foi Marcelo Magnanini (Santos, SP) com 01:24.07 (percurso de 13 km).

O vencedor da prova V1 Paraolímpico Longa Distância (percurso de 13 km) foi José Agmarino Coelho (Curitiba, PR) – 01:53.01 e o vencedor da prova de V1 Paraolímpico Curta Distância (500 m) foi Luciano Meirelles (Rio de Janeiro).



A Taça Comodoro 2011 também contou com provas de V1R com leme, V1 sem leme, Caiaque Oceânico, Surfski e V1 Paraolímpico; para masculino e feminino; máster, open e junior.

A prova Va’a Hoe Brasil - Taça Comodoro ICRJ 2011 é regulamentada pela Federação Internacional de Va’a (FIV), pela Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa - Comitê de Va’a) e pela Federação de Canoagem do Estado do Rio de Janeiro (FECAERJ), com promoção do Rio Va’a Clube e o Iate Clube do Rio de Janeiro – Escola de Desportos Náuticos (EDN).




Vencedores da Taça Comodoro 2011

Distância 27,20 km
V1R com leme Masculina Open – Luiz Guida – 02:39.40
V1R com leme Masculina Master – Carlos ‘Chinês’ – 02:47.50
V1 sem leme Masculina Open – Sergio Prieto – 02:50.05
V1 sem leme Masculina Master – Paulo Pinheiro Guimarães – 03:31.10

Distância 10,20 km
V1R com leme Feminina Open – Dayone Rossi – 01:11.53
V1R com leme Feminina Master – Maria Paula Alves – 01:13.40
V1R com leme Masculina Junior – Andre Cerreti – 01:11.52

Distância 13,25 km
V6 Masculina Open – Equipe Samu/SP – 01:04.18
Recorde: Rio Va´a – 2008 – 01:03.45
V6 Feminina Open – Equipe Kimi Lokini, Santos/SP – 01:19.48
Recorde: Clube Náutico Cabo Frio – 2009 – 01:19.08
Caiaque Masculino – Ronaldo Chiarelli – 01:44.18
Caiaque Feminino – Rayssa Correia – 01:58.09
Surfski Masculino – Marcelo Magnanini – 01:24.07
V1 Paraolímpico Longa Distância – José Agmarino Coelho – 01:53.01

Distância 500m
V1 Paraolímpico Curta Distância – Luciano Meirelles – 03:00.01





Confira todas as informações e resultados completos do evento no link:
http://www.cbca.org.br/newcbca/evento/index/eventos_id/364

Nenhum comentário:

Postar um comentário